EMPRESA

A empresa MORINHA LAB – Laboratório de Biodiversidade e Genética Molecular, Unipessoal Lda, surgiu com o objetivo de prestar serviços de diagnóstico molecular e desenvolver atividades de investigação e desenvolvimento (I&D) nas áreas de Biodiversidade e Conservação, e Ciências Veterinárias.

Todos os serviços especializados disponibilizados pela nossa empresa são executados no nosso laboratório, permitindo um diagnóstico rápido e eficiente com atendimento personalizado, ajustado às necessidades dos nossos clientes. Utilizando técnicas e métodos moleculares avançados procuramos desenvolver/otimizar protocolos inovadores que aumentem a fiabilidade e qualidade dos testes de diagnóstico.

No que respeita às atividades de investigação e desenvolvimento, pretendemos colaborar com instituições públicas e/ou privadas (universidades, centros de investigação, autarquias locais, entre outros) no desenvolvimento de projetos que permitam propor/aplicar novos métodos, tecnologias e estratégias de gestão e conservação da biodiversidade.

Estando a empresa localizada numa região privilegiada em recursos naturais, prevemos também utilizar a temática da biodiversidade para promover e dinamizar ações que englobem o turismo e a interação cultural e social.

NOTÍCIAS

SERVIÇOS

Sexagem Molecular as Aves

A nossa empresa oferece o primeiro serviço universal de sexagem de aves. Utilizando métodos moleculares avançados e protocolos inovadores desenvolvidos no nosso laboratório, garantimos uma elevada fiabilidade e qualidade do teste de diagnóstico na sexagem de todas as espécies.

Sexagem STANDARD

Análise: Sexagem molecular de aves
Método laboratorial: PCR e real-time PCR
Amostra: Penas ou sangue em papel ou EDTA
Quantidades: 5 penas ou 0,1 mL (para sangue em EDTA)
Tempo máximo de entrega dos resultados: 3 dias úteis

Sexagem EXPRESS

Análise: Sexagem molecular de aves
Método laboratorial: PCR e real-time PCR
Amostra: Penas ou sangue em papel ou EDTA
Quantidades: 5 penas ou 0,1 mL (para sangue em EDTA)
Tempo máximo de entrega dos resultados: 36 horas
Circovírus dos Psitacídeos (Doença do Bico e das Penas – PBFD)

A PBFD (do inglês Psittacine Beak and Feathers Disease) é uma das mais relevantes doenças infeciosas, podendo afetar todas as espécies de psitacídeos. Entre os principais sintomas destacam-se as lesões nas penas (deformações, queda prematura irreversível e alteração da cor) e o crescimento anormal do bico.

No Morinha Lab a deteção das partículas virais é efetuada através da técnica de PCR em tempo-real, utilizando diversos marcadores moleculares específicos que permitem aumentar a sensibilidade e fiabilidade do diagnóstico.

Análise: Circovírus dos psitacídeos (PBFD)
Método laboratorial: real-time PCR
Amostra: sangue em papel ou EDTA
Quantidades: 0,1 mL (para sangue em EDTA)
Tempo máximo de entrega dos resultados: 3-5 dias úteis
Diagnóstico de Poliamovírus (APV)

O Poliomavírus é um agente altamente infecioso e mortal que afeta principalmente psitacídeos jovens devido à fragilidade do seu sistema imunitário. As aves afetadas podem morrer em poucos dias, podendo a doença ser assintomática em alguns casos. Nos casos sintomáticos as aves podem manifestar diversos sintomas como por exemplo perda de apetite, distensão abdominal, vómitos, diarreia, dificuldades respiratórias, depressão e paralisia.

No Morinha Lab a deteção das partículas virais é efetuada através da técnica de PCR em tempo-real, utilizando diversos marcadores moleculares específicos que permitem aumentar a sensibilidade e fiabilidade do diagnóstico.

Análise: Poliomavírus (APV)
Método laboratorial: real-time PCR
Amostra: sangue em papel ou EDTA
Quantidades: 0,1 mL (para sangue em EDTA)
Tempo máximo de entrega dos resultados: 3-5 dias úteis
Teste de Performance em Pombos

O Morinha Lab é a primeira empresa Portuguesa a disponibilizar o teste de alta performance em Pombos. Este teste baseia-se na análise de variações em dois genes (LDHA e DRD4) que permitem avaliar a predisposição dos pombos terem uma maior velocidade e/ou resistência nas provas de competição.

Porquê o LDHA?

É um gene que atua no metabolismo da enzima lactato desidrogenase. Esta enzima é responsável pela síntese e reutilização do lactato (a partir do piruvato) nos músculos. Assim, a presença do gene LDHA atua na forma como um pombo processa o ácido láctico que cria durante o esforço muscular. A grande vantagem é que ao processar e reutilizar todo o excesso de ácido láctico são capazes de gerar mais energia e não ficam tão cansados/doridos, permitindo-lhes realizar voos mais longos.

Alelos LDHA

Os pombos portadores do alelo A apresentam maior rendimento em competição quando comparado com pombos que portam o alelo G.

GG homozigoto Os pombos são apenas portadores do alelo G. A probabilidade de transmitir o alelo G aos seus descendentes é 100%.

AG heterozigoto Os pombos são portadores de um alelo A e um alelo G, A probabilidade de transmitir o alelo A ou o Alelo g aos seus descendentes é 50%.

AA homozigoto> Os pombos são apenas portadores do alelo A. A probabilidade de transmitir o alelo A aos seus descendentes é 100%.

Porquê o DRD4?

É um gene responsável por transferir sinais do neurotransmissor chamado dopamina em zonas específicas do cérebro. Várias funções fisiológicas são mediadas pela dopamina, por exemplo, ritmo cardíaco, resposta ao medo, comportamento locomotor, estímulos musculares, entre outros. Este gene tem uma função bem conhecida na sinalização neuronal no cérebro, no entanto, a forma como afeta o desempenho/performance nos pombos de competição ainda não está totalmente clarificada. Ainda não é claro se o DRD4 nos pombos está mais associado a uma melhor orientação durante o voo, ou está mais relacionado a características de personalidade que podem influenciar o desempenho durante a corrida.

Alelos DRD4

Os alelos C e T podem influenciar a performance dos pombos em competições de curta e longa distância.

CC/CC Pouca significância na performance dos pombos de competição.

CC/CT Genótipo associado a boas performances em pombos de competição, mas menos significativo que os genótipos CT/CT e TT/TT.

CT/CC Genótipo associado a boas performances em pombos de competição, mas menos significativo que os genótipos CT/CT e TT/TT.

CT/CT Genótipo Associado A uma melhor performance dos pombos em competições com distâncias <400 km.

TT/TT Genótipo associado à melhor performance, mas muito raro em pombos de competição

Análise: Teste de Performance em Pombos
Método laboratorial: PCR
Amostra: Penas ou sangue em papel ou EDTA
Quantidades: 5 penas ou 0,1 mL (para sangue em EDTA
Tempo máximo de entrega dos resultados: 3-5 dias úteis

PARCEIROS

OPINIÃO DE CLIENTES

CONTACTOS

  • MORINHA LAB – Laboratório de Biodiversidade e Genética Molecular
    Rua Dr. José Figueiredo, Lote L-2, Loja B5
    5000-562 Vila Real
    Portugal
Para dúvidas e/ou esclarecimentos, sugestões, parcerias e outros assuntos/informações use este formulário.